Novidades

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Vivendo de Forma Limitada

VIVENDO DE FORMA LIMITADA
Por Pastor Eliy Barbosa

Os bens espirituais são mais preciosos que os materiais, por isso os homens deveriam buscá-los. Os bens materiais podem preservar a vida e dar conforto ao corpo. Mas alegria autêntica e profunda é um bem espiritual, concedido exclusivamente pelo Espírito Santo de Deus.



Se o homem não houvesse caído, a força natural que ampliaria suas capacidades seria a alegria divina. Houve uma inversão da ordem natural: os homens passaram a confiar mais em si mesmos, em seus esforços, saber e aparentes triunfos, do que em Deus, em sua alegria espontânea, em sua fé e na sua vitória. A frustração do conhecimento humano torna-se evidente pelo fato de não conseguirem melhorar o nível (moral, social e espiritual) da humanidade.


A filosofia e as ciências, em si mesmas, não produzem uma nova vida. No melhor de seus aspectos podem dar um bom suporte para a vida material, no mesmo sentido que os ossos dão suporte ao corpo. Porém, sozinhos são ossos secos, desprovidos de corpos e de vida.

Percebendo o perigo que rodeia a ciência, Albert Einstein alertou que “devemos ter o cuidado de não fazer do intelecto nosso deus; ele sem dúvidas tem músculos fortes, mas nenhuma personalidade”.

Durante a vida, o homem passa por sentimentos variados que caracterizam o que ele é: uma criatura. Parafraseando a máxima de Descartes pode-se afirmar: “Existo, logo penso. E penso do modo que penso porque sou o que sou, uma criatura”.

Por esta razão, como registrou o comentarista João de Oliveira, o entendimento do homem “além de ser insignificante, é deturpado por causa da natureza adâmica, além de mal dirigido, em comparação com a mente de Deus. Nosso mal consiste muito em querer julgar a Deus, e querer compreendê-lo com a nossa mente terrena, humana, defeituosa e afetada pelo pecado e seus males”.

Como conseqüência, o Reverendo Ricardo Barbosa cita que “muitos acabam vivendo de forma limitada e às vezes medíocre, porque sua visão do mundo e compreensão da realidade é condicionada pelas percepções igualmente limitadas impostas a todos nós pelo pecado”.

A Bíblia afirma que muitos possuem uma visão tão limitada quanto as orientações e informações que recebem. Por esta atitude pagam um alto preço: não crescem, não produzem frutos, não amadurecem, sua existência e seu universo são limitados e pequenos (Jeremias 17.5-9).

Trecho do livro "O Pai da Razão", terceiro livro da série Bereshit, do Pastor Eliy Barbosa

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Download de Livros

Eliy Barbosa em

Para Saber +

Igreja Plenitude do Poder de Deus

Igreja Plenitude do Poder de Deus
Ministério Pastor Eliy Barbosa