Novidades

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Ele É Tocado Pelos Sentimentos de Nossa Fraqueza

Por Pastor Eliy Barbosa

27 de janeiro de 2010

Determinado, o Pastor começou a subir o Monte da Provação. Fiquei feliz por ficar longe daquele lobo. E qual teria sido o fim de Liberdade? Ela nunca pensou duas vezes antes de fazer o que seu coração queria ou antes de seguir seus sentimentos. Para Liberdade tudo era tão normal, mas a “liberdade” nem sempre é o melhor caminho a seguir.

Liberdade havia alimentado as suas necessidades de poder e prestígio, ainda que apenas com migalhas imperceptíveis de orgulho através das demais ovelhas. Ela havia sucumbido ao orgulho, pensando que nunca tropeçaria, então se tornou presa do inimigo. O orgulho havia precedido sua destruição e seu espírito arrogante precedeu a sua queda.

“Longe do lobo e próximo das pedras”. Não pude deixar de notar como era difícil aquele caminho que o Pastor escolhera. A subida era estreita e sinuosa entre as rochas. E o sol escaldante nos castigava...

Subia passo a passo, devagar, pesadamente, como se carregasse um fardo. Me senti um pouco tonta, a vista embaraçou... “Não tenho forças para continuar”. Mas eu já havia determinado em meu coração que faria o possível para prosseguir. Nem que fosse para seguir apenas o barulho de Seus passos ou o som do Seu respirar. E como poderia desistir? A recompensa é ir até o fim! Lutei para continuar em pé, pois queria chegar até onde estava o Pastor.

Apesar de tudo isso, lá no íntimo, em algum lugar profundo, sentia a presença da incredulidade em mim. Mas o Pastor não estava ali também? Ele não tem visto minhas lágrimas? Qual prova mais, de que Ele estava comigo na minha provação, eu precisava? Não havia como escapar do fato que foi o próprio Pastor que nos levou a passar por essa situação. E ficava cada vez mais evidente que Ele não nos abandonaria. De alguma forma eu sabia que haveria outras recompensas por percorrer todo o caminho, e a principal delas era a de ter o Pastor conosco.

Sim, o Pastor desejava a nossa felicidade. Disto eu não podia duvidar! Ele queria que nós fossemos quebrantadas, havia nos trazido ao Vale da Humilhação, agora nos fazia escalar o Monte da Provação... Tudo isso para que pudesse nos levar mais para o alto, ao Aprisco Celestial.

Vi que Pureza também já não seguia o Pastor tão de perto... Ela estava quase sem fôlego, com os olhos arregalados, respirando o mais fundo que conseguia... O ar que respirava parecia arder em seus pulmões e suas pernas pareciam querer desmontar quando ela chegou ao topo. Pureza já evitava alguns trechos difíceis por onde o Pastor passava, seguindo Destaque. Ela não olhava o caminho do Pastor e cometia erros após erros.

“Pureza, essa não é a melhor estratégia, garota!” No Monte da Provação eu estava aprendendo a desistir de enfrentar as durezas da vida com minhas próprias forças. Quando estava no deserto eu já havia tido mais do que o suficiente de incertezas, de medo que não termina, de dúvidas de nunca saber o que fazer. No caminho áspero e rochoso, senti como se não conseguisse dar mais nenhum passo... Minhas forças estavam sendo consumidas. Agora todos meus pesos estavam me trazendo aos meus joelhos... Cheguei ao ponto em que confiava unicamente nEle para que tudo cooperasse para o meu bem.

Entre as pedras daquele monte, pude conhecer e compreender o papel do Pastor na provação. Sabia que o objetivo do Pastor não era nos levar à uma vitória, como se ela fosse simplesmente uma experiência única. Também não era para nos ensinar a manter a fé durante esta provação. Outra provação viria com o tempo. E talvez fosse um tipo de teste completamente diferente.

O objetivo era aprender a viver no Seu descanso, de tal forma que se tornasse um modo de vida. Todas deveríamos abandonar a luta constante contra a idéia de confiar exclusivamente na misericórdia e na bondade do Pastor. Ele queria que fossemos sustentadas por Sua Paz e segurança em todos os nossos sofrimentos. Sempre sabendo que nosso Pastor é tocado pelos sentimentos de nossa fraqueza. E que Ele é fiel a nós em todas as coisas, não importa a escuridão que haja no vale ou a dureza que exista no monte.

Viver no Seu descanso não quer dizer que todo sofrimento ou provação irá acabar. Significa que a confiança no Pastor colocará cada uma de nós acima de toda dor, choro e provação. Sua vontade para nós era que nos momentos mais terríveis e difíceis pudéssemos obter sua satisfação e alegria. E nenhuma destas lutas poderão conseguir roubar nossa alegria e descanso no Pastor.

Foi quando em uma curva apareceu um grande planalto!




Trecho do livro "A Voz da Ovelha" de Pastor Eliy Barbosa - Igreja Cristã Plenitude

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Download de Livros

Eliy Barbosa em

Para Saber +

Igreja Plenitude do Poder de Deus

Igreja Plenitude do Poder de Deus
Ministério Pastor Eliy Barbosa