Novidades

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O Senhor se Mantém Fiel na Provação

Por Pastor Eliy Barbosa

07 de fevereiro de 2010

Determinado, o Pastor começou a subir o Monte da Provação. Fiquei feliz por ficar longe daquele lobo. E qual teria sido o fim de Liberdade? Ela nunca pensou duas vezes antes de fazer o que seu coração queria ou antes de seguir seus sentimentos. Para Liberdade tudo era tão normal, mas a “liberdade” nem sempre é o melhor caminho a seguir.

Liberdade havia alimentado as suas necessidades de poder e prestígio, ainda que apenas com migalhas imperceptíveis de orgulho através das demais ovelhas. Ela havia sucumbido ao orgulho, pensando que nunca tropeçaria, então se tornou presa do inimigo. O orgulho havia precedido sua destruição e seu espírito arrogante precedeu a sua queda.

“Longe do lobo e próximo das pedras”. Não pude deixar de notar como era difícil aquele caminho que o Pastor escolhera. A subida era estreita e sinuosa entre as rochas. E o sol escaldante nos castigava... Lancei um olhar de desconfiança para nosso Pastor:

- Será que Ele estava certo de ser este o melhor caminho para o novo aprisco?

Eu sabia que minhas emoções não estavam ajudando. Pois essa não era a pergunta correta a se fazer. Ela me lembrava muito Liberdade. E o que o Pastor nos havia dito mesmo?

- Minha promessa é tudo o que você precisa...

Logo paramos para descansar e também para as que estavam atrás pudessem nos alcançar... Esta parada foi para mim como um banquete no meio do deserto.

- Até quando teremos que segui-lo?
Sem dúvida esse não foi um comentário tranquilizador. Havia raiva, amargura e rancor nas palavras de Destaque. Apesar da provocação, Pureza guardava ainda o brilho da confiança no olhar, principalmente depois do incidente na Campina do Orgulho.

Voltei a observar o Pastor, queria ver se Ele demonstrava insegurança neste trajeto. Até mesmo pensei que Ele havia perdido o caminho entre as pedras. Mas logo se levantou e havia um incrível chamamento de misericórdia em Seu olhar para que todas o acompanhassem e subissem o Monte da Provação. Ele conhecia as durezas que envolviam o caminho da Provação e não estava alheio ao esforço de suas ovelhas.

Todas nós estávamos passando pela mesma coisa! Nós todas estávamos sendo testadas! Todas nós agora sabíamos como era caminhar por um monte duro e quente.

A estrada piorou... Mais pedras... Mais espinhos... Algumas ovelhas passaram resmungando baixinho perto de mim, sem nenhuma convicção. Aquela cena me fez lembrar das palavras que havia ouvido em... não sei, mas eram: Eles ficaram se queixando e não quiseram dar atenção ao Pastor. Pelo contrário resmungaram, recusando-se dar ouvidos à Sua voz e não obedeceram ao Pastor.

E ali estavam aquelas ovelhas, voltando para o deserto dos seus corações, onde não existe alegria, nem vitória. Estavam se entregando as suas próprias dúvidas, reclamações e murmurações. Tentei achar Pureza no meio das quase cem ovelhas, mas ela estava longe de mim.

Mas será que Pureza tinha as mesmas idéias e desconfianças? Não, aparentemente não tinha. Ela se esforçava para ficar bem perto do Pastor e trilhar o caminho aberto pelos Seus passos. Já Destaque seguia as outras automaticamente.

Novas paradas... Velhas desconfianças... E cada vez que Ele começava a caminhar havia mais determinação em Seus olhos e mais decisão em Seus passos. O Pastor se mantinha fiel, em pedra após pedra, espinho após espinho, provação após provação, nos ajudando e providenciando o que precisávamos. Ele estava comprometido em manter sua promessa de nos levar salvas ao Aprisco Celestial. A cada passo o Pastor revelava seu amor constante e seus cuidados contínuos. Cada ovelha estava aprendendo que a provação jamais é fatal, porque o Pastor está ao seu alcance.

O sol já estava a pique... A canseira e o calor haviam se multiplicado... Nossa esperança estava se evaporando naquele calor insuportável... Quarenta graus ou mais! E a estrada cada vez mais dura e difícil... Era mesmo uma provação.

Por mais que me esforçasse, não conseguia entender. Estava além da minha compreensão. Eu era uma das que havia deixado tudo para seguir o Pastor. Segui o Pastor fielmente, me aprofundei em conhecer Seu coração, o desejei com fervor. O segui como o Pastor que me faria descansar em pastagens verdejantes e me guiaria calmamente até ribeiros de águas tranquilas. E ali Ele só me falava de caminhos de pedra e sequidão. Essa provação caiu sobre mim sem nenhum motivo. “Porque Ele me levou a passar por isso?” Agora a minha alma estava conturbada e abatida como nunca vi igual na vida.

A subida pelo Monte da Provação estava me fazendo pensar que esta era a pior crise que passei até agora. Na verdade estava me convencendo que nunca enfrentei uma coisa dessas. O Monte da Provação é um caminho com sabor de fracasso. Era mais do que uma longa provação física. Eu tinha dúvidas.

Melhor que ninguém eu sabia que o mundo era uma batalha. Sabia também que o Pastor era o único que conhecia o caminho para o Aprisco Celestial. Algo dentro de mim dizia que tudo isso cooperava para o meu bem. Ainda acreditava que não havia sido comprada sem motivo.


Trecho do livro "A Voz da Ovelha" de Pastor Eliy Barbosa - Igreja Cristã Plenitude

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Download de Livros

Eliy Barbosa em

Para Saber +

Igreja Plenitude do Poder de Deus

Igreja Plenitude do Poder de Deus
Ministério Pastor Eliy Barbosa