Novidades

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Andando na Luz


Por Pastor Eliy Barbosa

5 E esta é a mensagem que dele ouvimos e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. 6 (Se dissermos que temos comunhão com ele e andarmos em trevas, mentimos e não praticamos a verdade. 7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado. (I João 1.5-7)

Jesus é o único caminho para o Céu. Muitos caminhos levam até Jesus, mas somente Jesus pode levar até o Pai. Isso pode soar arrogante e exclusivista, mas é a verdade. O fato é que não existe Verdade fora do próprio Jesus. Nenhuma sequer: a Verdade está nEle, não sobre Ele. Por isso somente Jesus pode ajudá-lo a viver na Verdade. E a Verdade é tudo que você tem de ter. Sozinho ninguém pode conhecer a Verdade, a não ser através da comunhão viva com Jesus (Efésios 4.13, 21).

E o que é ter comunhão?

Essa Comunhão é o nosso objetivo: você e eu podendo participar das alegrias e da comunhão “com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo” (I João 1.3b). E ter comunhão é estar ligado a outra pessoa por coisas que possuem em comum. Comunhão é compartilhar, desfrutar das mesmas coisas que as pessoas possuem juntas. Comunhão é relacionamento, é intimidade e, por fim, unidade.

De Onde Vem a Verdadeira Comunhão?


Para você ter a perfeita comunhão com Deus é preciso haver uma restauração do relacionamento interrompido pela rebeldia e uma reconciliação da intimidade perdida por causa do pecado. E essa reconciliação é alcançada somente através de Jesus (Hebreus 9.22). Paulo ensinou aos novos convertidos crentes em Éfeso: Quando João fala do seu relacionamento com o Verbo - com a Palavra viva, dinâmica, em ação - fala de um relacionamento real e verdadeiro: "O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida” (I João 1.1). João afirma que os primeiros discípulos viram com seus próprios olhos, ouviram e tocaram com as próprias mãos no Cristo. Sim, no Verbo que já estava vivo quando o mundo começou!

O que é descrito pelo apóstolo como ver, ouvir e tocar é uma ênfase em um conhecimento que vai além do “ouvir falar”. E esta tem que ser a descrição da nossa vivência real com Jesus. Tem que ser a confissão de nossa comunhão plena com Cristo. Deve ser o testemunho de nosso relacionamento diário com o Senhor.

O problema é que, assim como ocorreu nos dias do ministério terreno de Jesus, ainda as pessoas querem um Cristo sem cruz. Querem um modelo de líder, de sábio, de mestre. Mas não conseguem ver um lugar para a cruz de Cristo. Precisamos vivenciar a cruz; temos que chegar à cruz de uma forma experimental. Isso significa entender Sua cruz como sendo a nossa: quem devia estar lá era eu.

Através desta comunhão aceitemos e recebamos o Senhor como sendo o Deus de Luz, cheio de amor e ternura por nós. Ele é luz e não existe nEle nenhuma escuridão (I João 1.5), ou seja, Deus permanece imutável. Deus é hoje o que era ontem; Deus será amanhã o que é hoje. A Bíblia diz que Deus é o “Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes”. (Tiago 1.17b NVI). O próprio Jesus afirmou: “Eu sou a luz do mundo”.(João 8.12 RC).Essa declaração é mais do que uma ilustração ou simbologia. Jesus fez uma declaração pessoal: “Eu Sou a Luz; Eu Sou isso”. Em Jesus não encontramos sombras, escuridão ou falta de transparência.

Deus é chamado de "Pai das luzes" pois Sua luz nos atrai com uma grande afeição. Ele é o "Pai das luzes" e na Sua luz está a perfeita santidade. É o "Pai das luzes" que sempre traz a verdade reveladora dissipando as trevas.

Deus não permite que o Seu amor e a Sua fidelidade por nós vá e venha como acontece com o nosso amor e a nossa fidelidade por Ele. Nossas emoções variam quase que diariamente, indo do quente até o morno, ou mesmo chegado ao frio. Mas Deus permanece fiel.

A perfeita comunhão começa quando você se convence, a cada momento, que o Amor e a Fidelidade de Deus por você não mudam nunca! Em um mundo tão incerto, de altos e baixos, o Senhor permanece igual para os fortes e fracos. Não importa onde cada um de nós estamos, Ele nunca está distante, o Senhor nunca deixou de agir com amor e bondade! Para ter comunhão você precisa crer na revelação de Deus a respeito de Si e a respeito de nós: “Deus é luz e nele não existe escuridão nenhuma. Se dissermos que temos comunhão com Deus, mas continuarmos a viver na escuridão, mentimos e não estamos seguindo a verdade”. (I João 1.5b-6 VFL).

Você Realmente tem Comunhão com Deus?


Apenas dizer: “Creio no Senhor Jesus Cristo” não é suficiente; deixa muito a desejar. Sim, podemos confessar com nossa boca que confiamos no Senhor, que O amamos e mesmo assim não termos uma verdadeira comunhão. O ponto chave é: confiamos realmente em Seu amor para nos salvar? Será que já aceitamos toda a Sua Palavra em nossos corações? Conseguimos discernir que o mundo está perdido na escuridão e no caos? Queremos viver na Luz do Seu amor, da Sua Fidelidade, da Sua Vontade?

Comunhão com o Senhor é mais do que adoração, do que louvor ou mesmo do que oração. A nossa comunhão com Ele inclui também confiar nEle. Jesus disse a respeito de si mesmo: “Creiam na Luz enquanto é tempo; assim vocês se tornarão filhos da luz” (João 12.36a ABV). E confiamos nEle quando mantemos nossa comunhão apoiados sobre a Sua perfeita Palavra escrita e revelada!

Ter comunhão com Deus é andar na Sua Luz, com palavras e ações, não permitindo que haja mais trevas e escuridão em nenhuma parte do seu viver (I João 1.6). A escuridão sempre esconde, esconde o real tamanho do medo, esconde a gravidade das mentiras, esconde o tamanho do pecado.

Você pode continuar vivendo nas sombras inconstantes! Você pode continuar tentando ajustar a sua vida as emoções e às circunstâncias, ou pode viver na luz, como Deus está na luz (I João 1.7a). Disse Jesus: “Eu vim como uma Luz para brilhar neste mundo escuro, para que todos aqueles que ponham sua confiança em Mim não fiquem mais na escuridão” (João 12.46 ABV). E somente andando na Luz teremos ““comunhão maravilhosa uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, no purifica de todo pecado”. (I João 1.7b ABV)

Faça agora essa oração:

“Senhor, eu desejo um lugar mais próximo de Ti e anseio andar mais próximo de Ti. Sou grato por tudo o que tens feito e por todas as coisas que me tens dado. Mas eu quero estar contigo em um lugar além das trevas que este mundo pode oferecer. Pois sei que existe um amor ainda maior a ser experimentado contigo, meu Deus. Quero desfrutar de Sua Luz. Quero conhecer o Seu coração. Quero continuar falando intimamente contigo, em nome de Jesus. Amém.”

Trecho do livro "Restaurando a Visão do Pai" de Pastor Eliy Barbosa - Igreja Cristã Plenitude

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Download de Livros

Eliy Barbosa em

Para Saber +

Igreja Plenitude do Poder de Deus

Igreja Plenitude do Poder de Deus
Ministério Pastor Eliy Barbosa