Novidades

domingo, 12 de abril de 2015

A gente se gosta mas o ciúmes...

Por Pastor Eliy Barbosa
12 de abril de 2015

"Oi... Não estou tão bem quanto tento parecer... Para variar coisas do coração... Terminei um relacionamento de quase 4 anos.... Nossa 4 anos, dói!

E chegamos num ponto semana passada terrível. Fomos parar até na delegacia. Dói e dói muito... a gente se gosta mas o ciúmes de ambas as partes estava complicado.

Tentei pela primeira vez ceder em um relacionamento. Acabei cedendo demais... Cheguei à um ponto de não ter mais perfil em rede social... Meu ex não tinha e não aceitava eu ter...

Ore muito por mim... tenho tido pensamentos péssimos... e o que me impede é que penso no meu filho. Estou tentando ser forte e me mostrar forte. Mas é difícil!

Pastor, você tinha que morar mais perto... queria tomar um café com você e conversar... Você é muito inteligente... tem o dever de repassar todo esse conhecimento. Principalmente para mim que preciso de sua ajuda.

Ah... Fiquei sabendo do acidente da sua irmã. Eu fiquei sabendo até que o seu pai faleceu de tristeza? Imagino o quanto deve ter sido triste e difícil para você! Eu queria muito ter falado com você naqueles dias, mas não tinha seu telefone pastor.

Pensei muito em sua mãe. Acredito que para ela deve ter sido muito difícil. Manda um abraço para ela.”

- - - - - - - - - -

Resposta:


Uma coisa que meus cabelos grisalhos testemunharam foi: o amor nos faz acreditar que aquilo que nos une é mais forte do que aquilo que um dia poderia nos separar! A insegurança tem o poder de confundir o coração: saudade se mistura com carência, ciúmes se mistura com insegurança, casamento se mistura com posse, paixão se mistura com tesão. E vejo a insegurança permeando o que você me disse.

A Palavra de Deus diz que “no amor não há medo” (I João 4.18). O verdadeiro amor lança fora todo o medo. Medo de ser trocado, medo de não ser bom o suficiente, medo de nunca ser feliz, medo de estar destinado a ser infeliz. O amor verdadeiro vence tempo, circunstâncias, pessoas. Vence nosso próprio 'eu' doente e machucado de tanta pancada de relacionamentos 'furados'...

Minha irmã Ana, o Davi (meu sobrinho) e o Rogério (cunhado) faleceram em um acidente de carro na madrugada do dia 07 de Outubro de 2013. Exatos 21 dias depois meu pai morreu de tristeza... Passados 22 dias depois minha avô (mãe da minha mãe) morreu também. Em 43 dias enterrei 5 pessoas da minha família! Todas as demais coisas e dificuldades pra mim são hoje insignificantes... Obrigado por sua preocupação.

Sepultei gente que amo e gente que amo tentou me sepultar. Mas nada disso foi capaz de parar o Amor de Deus por mim. Nada! Nada está tão perdido que não possa ser achado ou tão morto que não possa ser ressuscitado... "E sabereis que eu sou o Senhor, quando eu abrir os vossos sepulcros, e vos fizer subir das vossas sepulturas, ó povo meu" (Ezequiel 37.13).

Um novo tempo, uma nova vida: depende de novas escolhas,


Pastor Eliy Barbosa

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Download de Livros

Eliy Barbosa em

Para Saber +

Igreja Plenitude do Poder de Deus

Igreja Plenitude do Poder de Deus
Ministério Pastor Eliy Barbosa